Há dez anos, o consultor Rick Dias decidiu que queria educação domiciliar para os dois filhos, na época com 8 e 11 anos de idade. Ele morava em Belo Horizonte e junto com outras famílias procurou auxílio jurídico. A recomendação foi de que montassem uma associação para pleitearem uma regulamentação e então surgiu a Associação Nacional de Educação Domiciliar (Aned). Hoje, G...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários