A pedido da Associação Empresarial da Região da Rua 44 (AER44), um convênio para maior fiscalização e segurança no polo de confecção e moda do Setor Norte Ferroviário, em Goiânia, será assinado no prazo de 60 dias.

O presidente da AER-44 Jairo Gomes conta que o atraso no atendimento da solicitação da associação se deu devido a situação financeira complicada da Prefeitura nos últimos anos. “Levo aqui um recado para os governantes: os olhos para a Rua 44 devem estar maiores e brilhando mais”, disse o presidente da associação durante a Live no POPULAR. A região movimenta mensalmente, em média, R$ 700 milhões.

A Prefeitura deverá fornecer câmeras de monitoramento para a região. De acordo com Jairo, em contrapartida, a associação fornecerá cinco motos e cinco carros que serão disponibilizados para a Secretária Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT) e Guarda Civil Metropolitana (GCM) fiscalizarem o local, além de um caminhão baú, um caminhão carroceria e um guincho. (Mariana Carneiro, estagiária do GJC em convênio com a UFG).