Promotores de Justiça e servidores do Ministério Público estão atuando para evitar o desabastecimento no Estado, provocado pela greve dos caminhoneiros, e para minimizar consequências dessa paralisação, principalmente para os cidadãos em situação mais vulnerável, como doentes que necessitam de medicamentos e insumos para tratamentos como hemodiálise, e para garantir q...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários