A Volkswagen do Brasil iniciou nesta segunda-feira (8) a produção do VW Nivus na fábrica da Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), o seu mais novo veículo que chega este mês ao mercado brasileiro. O primeiro modelo da empresa concebido e produzido no Brasil e que será fabricado e comercializado no mercado europeu, o SUV cupê Nivus foi desenvolvido de forma 100% digital, o que reduziu o tempo de criação em dez meses. O modelo também inaugura nova central de infotainment VW Play, com novos conceitos em conectividade, streaming e serviços .

O VW Nivus  será exportado para países da América Latina e produzido no ano que vem na Europa, especificamente em Pamplona, na Espanha. Isso é possível graças aos sistemas interligados entre os dois países que facilitam a troca de informação sobre o produto. Cerca de 30 pessoas do time da Espanha estão envolvidos no projeto e parte delas têm visitado as instalações no Brasil para conhecer de perto o desenvolvimento do Nivus como experiência para fabricação na Europa.

Motor e equipamentos

O crossover cupê será equipado com motor   200 TSI (família EA211) de três cilindros, flexfuel e com injeção direta de combustível. Este propulsor entrega até 128 cv (94 kw) de potência máxima e 20,4 m.kgf (200 Nm) de torque, quando abastecido com etanol. A transmissão é automática de seis marchas. O motor 200 TSI equipa atualmente os modelos Polo, Virtus e T‑Cross.

O Nivus, que ficará entre o Polo e o T-Cross, está entre os maiores modelos no segmento dos veículos compactos, com um porta-malas com 415 litros de capacidade, maior do que os 373 litros do T-Cross e dos 393 litros do Chevrolet Tracker. Montado na plataforma MQB, ele é mais alto que o Polo,  mais comprido e com porta-malas maior que o do T-Cross. São 4.266 mm de comprimento, 1.757 mm de largura, 1.493 mm de altura e 2.566 mm de distância entre-eixos. A abertura da tampa do porta-malas pode ser feita por um dos ‘botões virtuais’ do VW Play.

Entre os equipamentos, o Nivus oferecerá controle de cruzeiro adaptativo (ACC), item que só aparecia em modelos mais caros da marca. Manterá o nível de segurança do T-Cross, como seis airbags (frontais e laterais), controles de estabilidade e tração, e frenagem automática de emergência.