O futuro da mobilidade chegou com emissão zero, tecnologias avançadas, design moderno, conectividade, muita segurança e mais autonomia. Tudo isso com prazer e emoção ao dirigir. Eis a segunda geração do Nissan Leaf, o veículo 100% elétrico mais comercializado do mundo: são mais de 400 mil unidades  vendidas em mais de 50 países desde o lançamento em 2010. No Brasil, o modelo também já está à venda desde julho  por R$ 195 mil em sete concessionárias dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e do Distrito Federal. Goiás ficou para a segunda etapa.

Se não bastassem tantos atributos, o custo por quilômetro rodado do novo Leaf é 3,5 vezes menor do que o de um veículo similar com motor a combustão, e o custo de manutenção é 30% mais baixo, quando consideradas as seis revisões obrigatórias na rede autorizada da marca até os 60 mil km. A  garantia é de 3 anos sem limite de quilometragem, enquanto o conjunto de baterias tem garantia de oito anos ou 160 mil km.

Importado da Inglaterra, o novo Nissan Leaf tem autonomia de 240 km, o suficiente para ir com folga de Goiânia a Brasília. Conta com um kit com equipamentos de carregador residencial  com instalação incluída  e também para rua. Os clientes também recebem um cabo de recarga de emergência e um adaptador para plug do tipo 2, que possibilitam a recarga (o Leaf tem como padrão o chamado Tipo 1, também denominado J-1772).  

Motor elétrico

Uma das principais mudanças da primeira para a segunda geração do Leaf está no e-powertrain,  surpreendentemente silencioso. O modelo ganhou novas baterias de íon-lítio de 40 kWh que  entregam potência equivalente a 149 cavalos (110 kW), 37% mais do que a geração anterior, e torque de 32,6 kgfm (26% maior), resultando em acelerações ainda melhores, como em saídas de semáforos ou mesmo em retomadas para ultrapassagens mais seguras. É possível acelerar de 0 a 100Km/h em 7,9 segundos e atingir velocidade máxima de 144 km/h

O motorista pode escolher um dos três modos de condução: ECO, que ajuda a limitar o desempenho do motor e a economizar energia; "B", que usa uma frenagem regenerativa mais potente, para recarregar com mais eficiência a bateria, mas sem comprometer a potência do veículo; e "D", o modo de operação normal com a potência máxima do motor.

E-Pedal

Entre os destaques das tecnologias de condução inteligente do novo Nissan Leaf está o e-Pedal, que possibilita ao motorista acelerar, desacelerar e parar o carro, utilizando apenas o pedal do acelerador. O funcionamento é simples, como constatamos no test-drive realizado em trechos de cidade e rodovias em Florianópolis (SC).  Ao soltar o pedal do acelerador, o carro para de forma suave, sem necessidade de pressionar o pedal do freio, que pode ser usado em situações de frenagens mais bruscas..

Além do e-Pedal, o modelo está equipado com um conjunto de tecnologias avançadas de segurança , como o  alerta de mudança de faixa, sistema de prevenção de mudança de faixa, assistente de frenagem de emergência, controle  de velocidade, sistema de advertência de ponto cego, visão 360°, alerta de atenção do motorista, sistema de monitoramento de pressão dos pneus e alerta de tráfego cruzado traseiro.

Traz ainda seis airbags, controles de estabilidade e tração, freios ABS,  sistema Isofix de cadeiras infantis e uma carroceria reforçada (que levou o modelo a conquistar 5 estrelas no EuroNcap), e um sistema que ajuda o motorista a monitorar o movimento em torno do veículo.

Conectividade

O novo Nissan Leaf traz central multimídia inteligente A-IVI, de fácil utilização, com tela sensível ao toque e colorida de 8 polegadas. O equipamento permite o uso de aplicativos como Waze, Spotify, Deezer, Google Maps, WhatsApp, Car Play e Android Auto, além de muitos outros.

Com o aplicativo Door-To-Door instalado em um telefone móvel é possível ter um GPS diferenciado e  mais ágil. Já o sistema Over The Air permite a atualização do software da central utilizando apenas uma rede de Wi-Fi, sem necessidade de ir ao concessionário para a troca do cartão SD.

O novo Nissan Leaf é o único carro elétrico com a tecnologia Vehicle-to-Grid (V2G), que permite carregamento bidirecional. Ou seja, ela permite que o carro seja carregado e devolva energia à rede ou a uma casa, se necessário.

Design

Com visual moderno, o modelo 100% elétrico da Nissan traz faróis em formato de bumerangue e  grade frontal V-motion. Já o tom azul claro, presente no fundo da grade frontal e na moldura do para-choque traseiro, lembra que o modelo faz parte da família de veículos elétricos da Nissan.

A cabine  foi desenhada com foco no motorista, exibindo um painel frontal em forma de "asa planadora" (Gliding Wing). O azul que aparece nos pespontos dos bancos, painel e volante de direção segue como uma marca dos veículos elétricos da Nissan. Já a configuração do novo display colorido de 7 polegadas com tela de película fina (TFT) dá destaque às principais funções, como o indicador do Nissan Intelligent Safety Shield, de energia disponível e informações sobre os sistemas de GPS e áudio.

Com 4,480 m de comprimento e 2,700 m de entre-eixos (o mesmo do Sentra), o Leaf oferece espaço para as pernas e joelhos de quem viaja atrás, além de um porta-malas de 435 litros..

Parceria

A Nissan e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) estão testando o uso de baterias de segunda vida do Nissan Leaf  para armazenar energia de cinco postes de luz equipados com painel solar fotovoltaico. A parceria com a UFSC vai de encontro à visão da Nissan para o futuro da mobilidade.

Este é mais um projeto desenvolvido como resultado do memorando de entendimento assinado pela fabricante japonesa e a instituição, em 2018, que tem como objetivo estudar soluções futuras para as baterias usadas de carros elétricos.