A Mercedes-Benz apresenta o novo Mercedes-AMG A 35 4MATIC, um dos destaques do AMG Performance Tour 2019, que a marca realizou no Autódromo Capuava, em Indaiatuba (SP), juntamente com versão esportiva do AMG GLC 63 e o AMG GT C Roadster, de um total de oito modelos. O AMG A 35 4Matic, que já chega em setembro, com 40 unidades da série especial Launch Edition por R$ 285.900, agora é oferecido em mais uma versão, que custa R$ 279.900.

Desenvolvido para conquistar clientes jovens que buscam design e esportividade, o superesportivo vem equipado com o novo motor dois litros turbo e quatro cilindros que entrega uma potência máxima de 306 cavalos e até 400 Nm de torque, acoplado ao câmbio Speedshift de sete marchas e conta com tração integral com entrega prioritária ao eixo dianteiro.

É o motor quatro cilindros mais rápido do mundo. O AMG A 35 4 Matic tem comportamento de um carro de corrida, com resposta rápida, ronco a gosto do dono e tudo mais, além do conforto, conforme comprovamos no test-drive. Não chegamos a esta performance, mas o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos e sua velocidade máxima é de 250 km/h (limitada eletronicamente).  

O modelo oferece a função Race-Start de série permite máxima aceleração desde a imobilidade e proporciona uma experiência altamente impressionante. Outro item criado para aumentar a performance, é o “Modo M momentâneo”: quando o carro é usado nos modos C ou S, ele permite que o motorista ative o modo manual (M) sem ter que tirar as mãos do volante, pressionando qualquer uma das aletas de comando do câmbio. No modo M momentâneo, o motorista experimenta o dinamismo e o desempenho das trocas manuais sem deixar de contar com trocas automáticas.

Outro destaque do modelo é tecnologia MBUX. Com duas telas de 10,2 polegadas cada, a solução que conta com inteligência artificial torna possível acessar funções como o ajuste do ar condicionado, escolha de uma estação de rádio, abertura da persiana do teto-solar elétrico panorâmico e outras funções por meio do comando de voz.   

No visual, a grade do radiador tem lâminas duplas, enquanto as rodas de liga leve de 19 polegadas na cor preta, com acabamento fosco, chamam atenção. Na traseira,  destaque para o novo difusor, quatro lâminas verticais e duas ponteiras redondas do escapamento esportivo que dão um toque ousado ao acabamento. O modelo conta também com faróis Full LED de estilo exclusivo.  

AMG GT C Roadster
A Mercedes-Benz lançou também o conversível AMG GT C Roadster, que já está à venda por R$ 1.256.900.  É o terceiro carro mais caro da marca, atrás apenas de GT R e GT R Pro. O modelo é equipado com o motor V8 biturbo de 4 litros, calibrado para entregar 557 cv de potência e 68,3 mkgf, e faz de 0-100 km/h em 3,7 segundos, com velocidade máxima de 316 km/h limitada eletronicamente. O câmbio é o Speedshift, automatizado de dupla embreagem com sete marchas.

Testamos o AMG GT C Roadster numa volta rápida, mas o suficiente para comprovar a potência do motor, inclusive acionando o Loud Start,  dispositivo que emite o ronco da máquina: basta segurar uma das aletas da mudança de marcha atrás do volante e apertar o botão start que o som grave que proporciona um poder imensurável.

De série, o GT C Roadster traz quadro de instrumentos digital com tela de 12,3 polegadas, central multimídia de 10,25 polegadas e sistema de GPS que permite registrar informações de desempenho em pista fechada durante um track day.

O esportivo conversível tem grade e faróis inspirados no GT 63 quatro portas e novo difusor. Oferece 10 opções de cores externas e cinco de acabamento interno. A capota é de lona e pode ser aberta com o veículo em movimento a até 50 km/h, em processo que demanda 11 segundos.

AMG GLC 63 4MATIC
A Mercedes-Benz também lançou o AMG GLC 63 4MATIC, uma das versões esportivas do utilitário que tem motor 4.0 V8 biturbo de 476 cv, 66,3 mkgf e câmbio Speedshift de 9 marchas. O modelo, que custa R$ 549.900, já está à venda nas concessionárias da marca no País e  é capaz de chegar aos 100 km/h em 4 segundos.  

A reestilização destaca nova identidade visual com a grade com barras verticais, a adoção do AMG Dynamics que melhora as respostas da suspensão e do sistema MBUX. Os faróis estão mais finos e com uma linha em LED para iluminação diurna. O para-choque tem linhas próprias para a versão, mais agressivas e que destacam as entradas de ar nas laterais. Já na traseira, as lanternas ficaram maiores e com novo desenho.

Outra novidade é o AMG Dynamics, novo controle dinâmico de dirigibilidade e do diferencial traseiro blocante, ajustando a distribuição do torque entre as rodas, inclusive nas curvas. Ele tem três modos: Basic, Advanced e Pro, que alteram os parâmetros e o quanto o diferencial e o controle de estabilidade atuam no veículo. Ele trabalha em conjunto com os modos de condução do SUV para auxiliar ainda mais nas manobras.

O modelo traz rodas de liga leve de 21”, bancos esportivos com acabamento Nappa e quatro opções de cor, suspensão pneumática, amortecedores adaptativos, central multimídia MBUX com tela de 12,3” e controle por voz, painel de instrumentos digital com tela de 10,25” e mais.