O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) afirmou que os valores das remunerações a magistrados são de “pagamento das diferenças de direitos que, ao longo do tempo, foram ficando para trás, enquanto que na maioria dos outros Estados magistrados recebem em poucas parcelas ou em parcela única”. O TJ-GO alegou ainda que parte dos juízes nem chegou a receber os valores e que todos...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários