Na folha de pagamento de fevereiro do Tribunal de Contas dos Municípios de Goiás (TCM-GO), há, além dos sete conselheiros em exercício, 28 ex-membros do conselho aposentados. A maioria deles pediu aposentadoria voluntária em meio a pressão por indicações da Assembleia Legislativa de Goiás. Hoje, o tribunal sofre ameaça de extinção por um projeto de lei que tramita na ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários