O Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) voltou atrás na decisão de reajustar o valor de auxílio-alimentação pago a conselheiros, procuradores e auditores da Corte. O benefício seria alterado de R$ 884 para R$ 1.210 a partir da folha de março.  Em memorando assinado na segunda-feira (23), o presidente do tribunal, conselheiro Celmar Rech, informou que a ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários