O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu ontem que se adie “mais um pouquinho” o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) do projeto que mudou a distribuição dos royalties sobre a produção do petróleo para não prejudicar o Rio de Janeiro.Segundo o Estado, se o projeto de lei de 2012 for considerado constitucional, as perdas do Rio podem chegar a R$...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários