O presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, disse nesta segunda-feira (7) que não partiu do governo a ideia de quebrar o monopólio do banco público sobre a gestão dos recursos do FGTS (Fundo de Garantia de Tempo de Serviço). De acordo com Guimarães seria uma iniciativa do Congresso e entraria no relatório da Medida Provisória que estipula o saque-aniversário d...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários