O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, vai entrar com uma representação (denúncia) no Conselho de Ética da Câmara contra o deputado Glauber Braga (Psol) por ter xingado o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, de “juiz ladrão”. De acordo com Carlos Jordy (PSL-RJ), um dos vice-líderes do governo e autor do pedido, a acusação de Braga contra...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários