Em seu primeiro teste como líder nacional do PSB, a viúva de Eduardo Campos, Renata, 47 anos, fez ontem no Recife um discurso para cerca de 5 mil correligionários no qual afirmou que, com a morte do marido, fará campanha “por dois”. Disse ainda que ela e os filhos terão “coragem para mudar o Brasil”, em referência ao mote usado na campanha presidencial de Campos. ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários