Os servidores da Educação estadual aprovaram estado de greve em assembleia da categoria na noite de ontem. A paralisação de professores e administrativos deve se concretizar caso o governo não atenda às demandas feitas a fim de minimizar os efeitos da PEC que inclui os 2% da Universidade Estadual de Goiás (UEG) nos 25% de vinculação geral da Educação.A proposta, que na p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários