Os presidentes da FGM, Haroldo Naves (MDB), e da AGM, Carlão da Fox (DEM), criticam a falta de coordenação nacional para vacinação contra a Covid-19 e afirmam que o problema prejudicou os municípios brasileiros de forma geral. “Tínhamos um inimigo em comum e deveríamos ter trabalhado todos juntos. Não tinha que jogar a responsabilidade em cima de A ou B. Faltou campa...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários