“O ideal é que a política resolva isso sem a necessidade de o Judiciário arbitrar”, afirmou o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, sobre as sucessivas liminares concedidas pelo Judiciário aos Estados em dificuldades financeiras, como Goiás. Ele defendeu um novo pacto federativo e disse que deve haver avanço nas discussões entre os governadores e ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários