O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem ter dado aval à nota em que o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, em tom de ameaça, cita “consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional” caso o celular do chefe do Executivo seja apreendido. Em entrevista à Rádio Jovem Pan, o chefe do Executivo vai além e diz que, mesmo que haja uma decisã...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários