A defesa do impeachment de Jair Bolsonaro (sem partido) foi renovada a partir das falas golpistas do presidente no 7 de Setembro, com a adesão de novos partidos e presidenciáveis. Enquanto o desafio para os recém-chegados, como João Doria (PSDB) e Eduardo Leite (PSDB), que deram declarações favoráveis à saída de Bolsonaro nesta terça (7), ainda é unificar as ban...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários