A prefeitura Luziânia pagou R$ 3,4 milhões para o ex-prefeito Cristóvão Tormin (PP), ex-secretários e ex-auxiliares nos últimos 70 dias de mandato do pepista, que terminou em 31 de dezembro de 2020. Dezenove pessoas que ocuparam cargos de confiança de Tormin em suas gestões receberam, ao todo, R$ 2,8 milhões, segundo levantamento realizado pela reportagem no Portal da Tr...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários