A Polícia Federal descobriu que, após a apreensão de US$ 16 milhões em dinheiro e relógios cravejados de diamantes com a comitiva do vice-presidente da Guiné Equatorial Teodoro Nguema Obiang, um funcionário dele retirou quatro carros de luxo da garagem de um edifício em São Paulo e levou para a Embaixada, em Brasília. O monumental apartamento t...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários