Categorias da segurança pública se revoltaram contra o presidente Jair Bolsonaro e o PSL nesta quinta-feira (4) ao terem duas emendas rejeitadas pela comissão que analisa a reforma da Previdência. “Bolsonaro traidor” e “PSL traidor”, gritaram. As emendas abrandavam as regras previstas no relatório sobre o projeto. Duas emendas que abrandavam ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários