A PGR (Procuradoria-Geral da República) pediu ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) que reverta a decisão do presidente da Corte, ministro João Otávio Noronha, que beneficiou, no mês passado, o PM aposentado Fabrício Queiroz e a mulher dele, Márcia Oliveira de Aguiar, com a prisão domiciliar. No pedido, apresentado ao tribunal na semana passada, o subprocurador Robert...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários