Com a autoridade de quem é filiado ao MDB desde 1965, o ex-senador e ex-governador do Rio Grande do Sul Pedro Simon diz que o partido deve fazer uma "profunda reflexão" porque, se continuar como está, "corre risco de desaparecer". Em entrevista ao Estado, ele diz considerar "um absurdo" a permanência do ex-senador Romero Jucá na presidência do partido. Aos 90 anos e s...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários