Impedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de excluir pensionistas e imposto de renda do cálculo de gastos com pessoal, os três Poderes em Goiás terão de cortar R$ 573 milhões por quadrimestre para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Para evitar proibições de aumento de gastos, a tesoura teria de alcançar R$ 1,2 bilhão.Os poderes Executivo e Legislativo sã...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários