Na noite desta quarta-feira (18), bairros de Goiânia registraram panelaços contra o presidente Jair Bolsonaro antes mesmo do que estava previsto. No setor Oeste, o ato começou mais de 15 minutos antes do previsto. Registros também foram feitos no Centro, Leste Universitário, Jardim Goiás, Bueno, Eldorado, setor Negrão de Lima, Alto da Glória, Vila Alpes, Setor Sul, Bela Vista e Serrinha. A manifestação estava marcada para 20h30. Além de bater panelas, algumas pessoas ainda gritaram “Fora Bolsonaro”.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por O Popular (@jornal_opopular) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

MAIS PANELAÇO EM GOIÂNIA | Bairros de Goiânia registraram panelaços na noite desta quarta-feira (18) contra o presidente Jair Bolsonaro. Vídeos enviados para a redação do O Popular mostra pessoas no Setor Bueno, Eldorado, Negrão de Lima, Alto da Glória, Setor Universitário e Vila Alpes batendo panelas e gritando “fora, Bolsonaro” por mais de 10 minutos após convocação pelas redes sociais. Outras capitais e cidades registraram panelaços mais cedo durante pronunciamento em Brasília do presidente sobre a pandemia do novo coronavírus. São Paulo, Rio, Recife, Belo Horizonte, Distrito Federal, Fortaleza e Niterói foram algumas. É o segundo dia seguido de manifestações contra o presidente pelo Brasil. Nessa terça (17), aconteceram protestos no Rio, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Recife. As batidas ocorreram depois de Bolsonaro falar, mais de uma vez, em "histeria" em relação ao novo coronavírus e dizer que ações de governadores sobre isolamento prejudicam a economia. O último balanço do Ministério da Saúde divulgado hoje mostra que há 291 casos confirmados de coronavírus, mais de 8 mil suspeitos e uma morte no Brasil. . Veja no Instagram, 📲 leia no O POPULAR www.opopular.com.br/instagram . #Panelaço #JairBolsonaro #Coronavírus #Goiânia #OPopular

Uma publicação compartilhada por O Popular (@jornal_opopular) em

Hoje, mais cedo, diante da convocação anti-governo federal, o presidente recorreu às redes sociais para citar outro ato da mesma natureza, dessa vez um panelaço em seu favor, que ocorrerá 30 minutos depois da manifestação da oposição. 

“O jornal Hoje (TV Globo) e Veja online, divulgam, de forma ostensiva, panelaço hoje às 20h30 contra o Presidente Jair Bolsonaro”, escreveu o mandatário em sua conta do Twitter. “Mas a mesma imprensa, que se diz imparcial, não divulga outro panelaço, às 21h a favor do governo Jair Bolsonaro”, acrescentou.

Em outras regiões do País panelaços já foram registrados antes mesmo desses horários. No Rio de Janeiro e no Distrito Federal opositores bateram panelas enquanto Bolsonaro falava em coletiva de imprensa sobre o novo coronavírus no Palácio do Planalto, nesta tarde.

Foi o segundo ato seguido contra o governo. Ontem, protestos foram ouvidos no Rio, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Recife depois de Bolsonaro falar, mais de uma vez, em "histeria" em relação ao novo coronavírus e dizer que ações de governadores sobre isolamento prejudicam a economia.