O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse nesta quinta-feira (2) que "não se negocia a democracia". A declaração foi feita após encontro com governadores de cinco estados e do Distrito Federal para discutir a crise entre os Poderes. "É muito importante que todos nós estejamos unidos, respeitando as divergências, na busca de consenso, na busca de con...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários