Sem ser questionado sobre o assunto, o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar ontem das investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) e de seu motorista Anderson Gomes, em março de 2018. “No caso Marielle, outras acusações virão. Armações, vocês sabem de quem”, disse Bolsonaro, sem citar nomes. “Mas a gente tem um compromisso, mudar o destino...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários