O criminalista Antonio Cláudio Mariz de Oliveira disse ao jornal O Estado de S. Paulo que não teme a quebra do sigilo bancário de seu escritório nem dele próprio. "Não temo de forma alguma", declarou o advogado. A informação sobre o decreto judicial que abre o sigilo das contas com as movimentações financeiras da banca Mariz de Oliveira, uma das mais tradicionai...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários