Segundo o deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa de Goiás, Bruno Peixoto (MDB), a venda de 49% de ações da Saneago não levará ao aumento do valor cobrado pelos serviços prestados pela empresa (água e esgoto) ou em demissões de servidores estatal. “Não ocorrerá demissões. O governo do Estado continua sendo o gestor da empresa. Do dinheiro captad...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários