Imagens do circuito interno de vigilância de uma agência bancária instalada dentro da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) mostram o momento em que Fabrício Queiroz paga dois boletos de seu então chefe, o hoje senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), em 2018. Os documentos se referem a duas mensalidades da escola onde estudam as filhas de Flávio com a ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários