O promotor Julimar Alexandro da Silva, do Ministério Público Eleitoral de Goiás, pediu a cassação dos diplomas do prefeito e da vice-prefeita de Luziânia, Diego Sorgatto (DEM) e Ana Lúcia de Sousa (DEM), respectivamente. A chapa eleita em 2020 é acusada de ter transferido, para candidaturas masculinas, recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), q...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários