O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) propôs ontem uma ação de improbidade administrativa contra a Enel Distribuição Goiás e o ex-governador Marconi Perillo (PSDB). O motivo é a renúncia fiscal de ICMS concedida à empresa que arrematou a antiga Celg Distribuição em novembro de 2016. Segundo o promotor de Justiça Fernando Krebs, responsável pela proposta, ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários