O Ministério Público de Goiás (MP) recomendou nesta terça-feira (16) a exoneração imediata de 51 servidores, em Luziânia, em situação de nepotismo ou como “fantasma”. Ao todo, 43 funcionários trabalham na prefeitura, cinco na Câmara dos Vereadores e três no Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Luziânia (Ipasluz). Segundo informações do MP,...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários