Inquérito civil público instaurado pela 78ª Promotoria de Justiça de Goiânia, do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), apura supostas irregularidades na criação de cargos comissionados na Câmara de Goiânia, em projeto apresentado pelo presidente da Casa, Romário Policarpo (PROS), e aprovado em fevereiro deste ano.  A investigação, comandada pela promotora Villis Marra pretende apurar, além da criação de novos cargos, possível excesso de comissionados ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários