A promotora de Justiça Leila Maria de Oliveira, da 50ª Promotoria de Goiânia, determinou, na semana passada, o aditamento de inquérito civil público que já tramitava no Ministério Público de Goiás, desde 2016, sobre eventuais prejuízos ao patrimônio público com a privatização da Celg Distribuição, hoje Enel Distribuição Goiás. “Uma das coisas para saber é cadê o din...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários