O Ministério Público estadual (MP-GO) protocolou ação por ato de improbidade administrativa contra o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Helder Valin, o secretário extraordinário de Articulação Política, Sérgio Cardoso, e a ex-deputada estadual Cilene Guimarães (PP) pela manutenção de uma funcionária que supostamente recebeu sem trabalhar na Assembleia L...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários