O presidente em exercício, Hamilton Mourão, defendeu nesta segunda-feira (23) a atuação de policiais no caso que resultou na morte da menina Ágatha Félix, de 8 anos, alvo de um tiro de fuzil no Complexo do Alemão. Mourão disse que o Rio de Janeiro vive em guerra e colocou em dúvida a versão da família de que ela foi atingida por disparo feito por policiais. "É aquela...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários