Metade dos militares em atividade em Goiás deve se aposentar em dez anos, um porcentual bem maior do que a média nacional de 34%, aponta estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Em 25 anos, o número de militares inativos deverá dobrar em Goiás e no Brasil, chegando a 13.464 e 490.601, respectivamente.As projeções foram feitas a partir de dados de ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários