De um quarto no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o governador Ronaldo Caiado (DEM) ligou ontem para auxiliares para tratar de temas relativos à administração estadual. A reportagem apurou que a família de Caiado tem pedido ao governador que temas pesados sejam evitados e, por isso, ele tem passado apenas orientações a alguns secretários. A primeira-dama, Gracinha Caiado...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários