O ex-presidente Lula preferiu ficar em silêncio no depoimento realizado nesta sexta-feira (5) na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Seguindo orientação de sua defesa, o petista alegou não ter acesso aos documentos da investigação e ficou calado. “A defesa não teve acesso aos autos do inquérito e pediu para que o depoimento seja realizado depois...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários