A força-tarefa do Ministério Público Federal no Paraná que compõe a Operação Lava Jato reagiu enfaticamente às "alegações infundadas" da defesa do ex-governador Beto Richa (PSDB), segundo a qual "fatos antigos" basearam o novo decreto de prisão do tucano, nesta sexta-feira, 25. Em nota oficial, os procuradores afirmam que "os fatos que embasaram a prisão preventiva s...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários