Os procuradores da Operação Lava Jato discutiram, em março de 2019, uma forma de se desvincular de Jair Bolsonaro para que os jornalistas voltassem a dar credibilidade à operação. As conversas foram entregues nesta segunda-feira (29) ao STF (Supremo Tribunal Federal) pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Os advogados foram autorizados pela C...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários