Líderes dos partidos de centro-esquerda que aderiram aos atos contra Jair Bolsonaro convocados pelo MBL planejam uma investida para atrair o PT e evitar fracasso de público de domingo (12) nas próximas manifestações. A leitura é que não há como manter a pauta do impeachment e atrair a população sem os petistas e movimentos da órbita do partido. Carlos Lupi, presi...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários