O empreiteiro José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, assinou um acordo de colaboração premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). O executivo está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR). A informação foi revelada pelo jornal "O Globo" e confirmada pelo O Estado de S. Paulo. Sigiloso, o documento foi enviado...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários