Em audiência na CPMI das fake news, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou que o chamado “gabinete do ódio” é financiado com dinheiro público. A parlamentar diz que os valores destinados às ações do grupo chegam a cerca de R$ 491 mil por ano aos cofres públicos. “Há, infelizmente, dinheiro público por trás disso”, disse. Segundo ela, os ataques coordenados a...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários