O prefeito de Trindade, Jânio Darrot, atual presidente do PSDB em Goiás, deve renunciar à presidência da Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC). A próxima reunião do colegiado, prevista para o próximo dia 23 de agosto, deve ser a data em que entregará pedido de renúncia aos demais membros da Câmara. 

Ele justifica sua saída devido ao acúmulo de funções e ao momento político de mudanças no transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia. "Quando assumi a CDTC, tinha o propósito de apresentar uma alternativa para a situação do transporte coletivo. Com a elaboração da proposta de desoneração da tarifa, que já foi levada ao governador [Ronaldo Caiado, DEM] pelo presidente da CMTC [Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos] e deve se tornar em projeto em breve, sindo que minha missão está cumprida", disse. 

"Devido ao acúmulo de funções, com a prefeitura de Trindade e ainda a presidência do PSDB, um partido de oposição ao atual governo, sinto que é o momento de passar a presidência para alguém que seja alinhado à atual administração. O importante é que haja uma força tarefa e um ambiente favorável para que isso seja aprovado até o final de setembro", completou Jânio Darrot. 

Apesar da declaração, ele afirmou que não houve qualquer interferência do governo para a decisão. "Não existe qualquer pressão ou imposição nesse sentido. Foi uma decisão nossa", explicou. 

Segundo Jânio Darrot, ainda não existe definição quanto a quem deve ficar com a presidência da câmara. "A área jurídica ainda vai verificar como vai ser a legalidade dessa passagem de comando dentro da CDTC, mas a minha sugestão é para que o presidente da CMTC possa assumir o posto interinamente", disse. O atual presidente da CMTC é Benjamin Kenedy Machado.