Oficialmente em recesso parlamentar a partir de hoje, a Câmara Municipal de Goiânia enfrentou no primeiro semestre de 2019 um problema que vem sendo discutido ao longo de todo o período desta legislatura: os vetos do prefeito Iris Rezende (MDB) a projetos aprovados pela Casa. Segundo números fornecidos pela assessoria da Câmara, foram 59 em 2019, mais da metade do que ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários