O vice-presidente da Goiás Parcerias, Heitor Camargo, que assumiu interinamente a estatal depois da destituição da diretoria, anunciou o corte de metade do quadro de funcionários e o “redesenho” de cargos e salários. A assessoria de imprensa da estatal afirmou que “diante dos fatos apurados, a nova gestão identificou a necessidade de serem tomadas medidas enérgicas para ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários