A escolha de Cairo Tavares de Souza, de 31 anos, pelo Governo Federal para a presidência do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) caiu como uma serra elétrica em uma floresta. Isso porque, desde 2007, ano da sua criação, está será a primeira vez que o ICMBio vai ser administrado por alguém sem ligação com a área ambiental. Cairo é dire...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários