Goiás e Rio Grande do Sul foram os Estados que mais “maquiaram” gastos com pessoal no País, com alterações na legislação que permitiram uma metodologia diferente daquela considerada pelo Ministério da Economia. A informação consta em relatório divulgado na quarta-feira (14) pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN).Em um capítulo específico do Boletim de Finanças dos Entes S...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários